Gustave Le Bon e a psicologia das massas

Embora Gustave Le Bon se definisse como um democrata, na realidade suas teorias definitivamente promoveram a ideologia nazista, o fascismo e todas as derivações dessa matriz.

Gustave Le Bon e a psicologia das massas

O nome de Gustave Le Bon está ligado a muitos dos eventos mais importantes do século 20 . Suas idéias e estudos promoveram a ideologia nazista. Especula-se que o livroMinha lutapor Adolf Hitler foi inspirado na obra de Le Bon.

Gustave Le Bon nasceu em Nogent-le-Rotrou (França) em 7 de maio de 1841. Ele se formou como médico, mas dedicou a maior parte de sua vida ao estudo da sociologia, da psicologia , física e antropologia. Ele foi um médico militar durante a Guerra Franco-Alemã e dedicou suas primeiras pesquisas à fisiologia. Mais tarde, ele se concentrou em arqueologia e antropologia.



“Pensar coletivamente é a regra geral. Pensar individualmente é a exceção. '

-Gustave Le Bon-

O próprio governo francês o enviou ao Oriente como arqueólogo. Ele visitou um grande número de países nessa área do mundo, mas também viajou extensivamente na Europa e na África. De sua pesquisa e observações uma série de livros . O mais famoso deles foiPsicologia de multidão .

Abordagem darwiniana de Gustave Le Bon

Muito do trabalho de Gustave Le Bon é dedicado à justificação do colonialismo das potências europeias . Sua principal teoria defendia a existência de raças superiores. Para provar isso, ele usou um grande número de hipóteses e evidências bastante questionáveis.

Le Bon era um defensor do determinismo geográfico . Ele praticamente acreditava que apenas sob certas condições geográficas poderiam surgir homens e mulheres verdadeiramente inteligentes, bonitos e moralmente desenvolvidos. Essas condições eram europeias, e os arianos eram uma raça superior.

Gustave Le Bon

Gustave Le Bon também estava convencido de que havia vários Stingray seres humanos distintos . Ele não estava se referindo a características físicas ou genéticas variadas, mas realmente pensava que cada raça era uma espécie em si mesma. Claro, ele também acreditava que havia raças superiores e inferiores.

Se as raças superiores fazem eles misturaram entre eles, ou com um dos mais baixos, os resultados podem ser positivos . Se, por outro lado, duas ou mais raças inferiores se misturassem, o resultado seria um povo degenerado.

A psicologia das massas

Gustave Le Bon tornou-se particularmente famoso pela publicação de seu livroPsicologia de multidão. Sua teoria fundamental era que os seres humanos desenvolvem comportamentos na coletividade que nunca desenvolveriam individualmente . Em outras palavras, os grupos têm uma influência decisiva sobre os indivíduos.

Observe que as principais razões pelas quais o ego se perde no nós são as seguintes:

  • O ser humano percebe a massa como um poder invencível . Ele deixa de se sentir responsável porque é uma figura anônima nela.
  • As massas transmitem sua maneira de sentir e se comportar para aqueles que fazem parte dela. Isso acontece inconscientemente e permite que a massa seja manipulada por um líder.
  • A massa influencia e hipnotiza o indivíduo . Pertencer à massa inspira um sentimento de onipotência.
  • Na massa, o irreal predomina sobre o real . É compacto e não lasca devido a diferenças internas.
  • A massa é percebida como um mecanismo de sobrevivência . Não pertencer à massa é considerado um perigo grave.

Vamos adicionar o mesmo Sigmund Freud escreveu um livro para questionar a psicologia das massas por Gustave Le Bon . O livro de Freud é chamadoA psicologia das massas e a análise do ego.

O efeito das teorias de Le Bon

Embora Gustave Le Bon se descrevesse como um democrata, na realidade suas teorias definitivamente promoveram a ideologia nazista, o fascismo e todas as derivações dessa matriz. Finalmente, ele afirmava que as massas eram um rebanho servil e que, por isso, não podiam viver sem um senhor . Afirmou que este mestre ou líder ele tinha que ser uma pessoa com personalidade forte, opiniões bem definidas e muita vontade.

cambiar de tema para no responder una pregunta

Estatuetas de madeira em grupo

As teorias de Le Bon sobre o inconsciente alcançaram grande difusão e notoriedade . Nesse campo, ele fez contribuições importantes, tomadas em parte pela máquina de propaganda nazista, mas também lançaram as bases fundamentais para a publicidade.

Gustave Le Bon morreu em 1931. Ele provavelmente nunca imaginou que suas teorias seriam usadas para promover o holocausto nazista . Nem jamais teria pensado que seu país, a França, seria vítima da discriminação dos arianos.

Manipulação psicológica na comunicação

Manipulação psicológica na comunicação

Os sinais de manipulação psicológica na comunicação e na linguagem são tão variados quanto exaustivos. É uma forma de abuso mental e emocional