Medo de ficar sozinho: como lidar com isso

Os laços com os outros nos nutrem, enriquecem e são de alguma forma necessários para alcançar o bem-estar pessoal

irse cuando todavía se aman

Medo de ficar sozinho: como lidar com isso

O medo de ficar sozinho, ou de não ter contato com outras pessoas, é inerente ao ser humano . Como animais sociais, precisamos nos cercar de outras pessoas para nos sentirmos realizados e completos. Os laços com os outros nos nutrem, nos enriquecem e são de alguma forma necessários para alcançar o bem-estar pessoal.



Tudo isso se transforma em um problema quando você não consegue levar uma vida normal sem uma pessoa ao seu lado. Quer seja por falta de um parceiro ou por morar longe de casa, a solidão muitas vezes pode se tornar sufocante. Vamos descobrir melhor melhoro medo de ficar sozinhoe como ele se manifesta.

Qual é o medo de ficar sozinho?

O medo de ficar sozinho surge da convicção de sendo incapaz de realizar qualquer atividade solo. Você pode até deixar de confiar em si mesmo ou buscar companhia só porque não consegue ficar sozinho. Os fenômenos que acabamos de mencionar são também conhecidos como autofobia ou medo da solidão.

Menina se olha no espelho com medo de ficar sozinha

Normalmente, o medo de ficar sozinho é atribuído a fatores externos. Em crianças, por exemplo, pode estar associado ao medo de desapego , ou seja, quando ainda não conseguem entender que, se os pais saírem de casa sem eles, não significa que nunca mais os verão.

Em adultos, o medo de ficar sozinho é muitas vezes causado por senhorita diz uma pessoa cara ou de uma separação romântica . Tais episódios favorecem o surgimento desse medo, acompanhado de sentimento de abandono e baixa autoestima.

Como superar o medo de ficar sozinho

1. Compreendendo o medo

O primeiro passo para superar o medo de ficar sozinho é o introspecção . Isso é crucial para que compreender o processo que estamos vivenciando pode nos ajudar a intervir . Dada a nossa grande quantidade de sistemas defensivos, primeiro de tudo a negação , a introspecção torna-se essencial para observar esse medo com desapego.

película de comedia divertida para ver

A negação pode ser útil para esconder nossos medos por um tempo quando estamos sob estresse. Mas a longo prazo, sempre virá à superfície . É por isso que entender o que acontece conosco é importante, mas é apenas o começo da jornada.

2. Aceitação, valorize o medo

Ser capaz de trabalhar o medo de ficar sozinho não é suficiente reconhecer o problema , também devemos aceitá-lo como parte de nós. Este processo, mais complexo do que pode parecer, é acompanhado pelo perdão.

Não temos que nos culpar. No fundo medo , entre outras coisas, nos faz crescer . Se pudermos valorizar o medo, estaremos um passo mais perto de nosso objetivo. O psiquiatra suíço Carl Jung já dizia “o que você nega te submete, o que você aceita te transforma”.

3. Analise as causas

Todos os medos têm uma origem, uma causa. É importante volte para a fonte de nossas emoções para pesar as soluções possíveis e, acima de tudo, entender o que os medos querem nos dizer. O medo de ficar sozinho geralmente se deve, como mencionado acima, à separação, distância e perda. Está ligado a uma série de emoções e fatores como:

  • O medo do abandono.
  • O medo do fracasso ou excesso de perfeccionismo e responsabilidade.
  • Medo do que os outros possam dizer ou pensar.

Identificar a causa pode parecer um processo simples. Mas ainda, a dor muitas vezes distorce a nossa realidade tornando muito mais complicado superar o medo sentido. Por isso, é importante ouvir profundamente nossas emoções para entendê-las e saber como trabalhá-las.

Garota atrás da solidão de vidro

4. Associe a solidão a aspectos positivos

Superar nosso medo de ficar sozinho não significa abandoná-lo. Devemos entender que é necessário e positivo para nossa vida . Se olharmos para isso da perspectiva certa, pode se transformar em um refúgio para nos encontrarmos.

Para fazer isso, podemos aplicar a técnica de associação. Se associarmos o medo a elementos positivos, ele desaparecerá aos poucos. Além disso, a solidão pode pressupor o início de um processo de reconstrução ; um processo em que devemos nos dar primeiro.

A solidão nos ajuda a nos conhecer. Nos dá momentos de paz, nos quais podemos aproveitar o tempo que passamos conosco. Isso nos ajuda a nos sentir únicos e especiais.

5. A solidão é essencial

Como vimos, a solidão é boa para nossa saúde emocional. E é fundamental preservá-lo. Com o que foi dito, destaca-se a importância de buscar a solidão, mesmo no nosso dia a dia, para recuperar a energia que consumimos durante o dia.

le pasan cosas buenas a los que saben esperar

Um simples passeio sozinho, um filme assistido sem a companhia de ninguém, um jantar por nossa conta. Afinal, o importante é obtenha aquele momento precioso de solidão para o nosso equilíbrio.

6. Ajuda profissional

Às vezes, o medo de ficar sozinho pode se transformar em um grande problema resultando em depressão , ansiedade e até dependência emocional . Por isso é importante consultar um especialista.

Lembrar: nós somos a melhor companhia de nós mesmos . Sem nós não seríamos quem somos. Pode parecer óbvio, mas muitas vezes esquecemos que somos nosso melhor confidente e os únicos que se entendem perfeitamente. No fundo, a única pessoa indispensável em nossa vida somos nós.

Como superar o medo de ficar sozinho

Como superar o medo de ficar sozinho

Elsa Punset acredita que “a solidão pode ser considerada a epidemia do século XXI”. Como perder o medo de ficar sozinho?