É possível sentir amor e ódio ao mesmo tempo?

É possível sentir amor e ódio ao mesmo tempo?

Amor e ódio não são cegos,

mas sim deslumbrados pelo fogo que eles próprios trazem.

Nietzsche



Sabemos o que significa sentir amor, mas também sabemos o que significa odiar alguém. Mas o que acontece quando temos esses dois sentimentos ao mesmo tempo? Por que podemos amar e odiar alguém?

Estes emoções totalmente opostos, eles encontram seu lugar na vida de todos nós .

Com certeza, você também experimentou sentimentos contraditórios em relação a alguém. Não é algo que se possa explicar, deixa-nos completamente confusos porque são emoções que se encontram em dois extremos opostos.

No entanto, mesmo que possa ser estranho, realmente experimentamos emoções opostas em mais de uma ocasião. Você já se sentiu feliz e triste ao mesmo tempo? Talvez sim…

cómo resolver problemas matemáticos

como tener suerte en el amor

Por exemplo, quando você tem que deixar o lugar onde sempre morou por uma nova oportunidade de emprego ou quando um ente querido morre, mesmo que você saiba que ele ficará melhor porque não precisa Sofra . É então que o amor e o ódio entram em jogo ao mesmo tempo.

Amor e ódio 2

Eu sofro de ambivalência emocional

A ambivalência emocional faz parte de nós, não podemos deixar de sentir amor e ódio, mesmo que isso gere grande desconforto em nós.

Quando temos sentimentos de amor e ódio, podemos começar a nos ver como pessoas emocionalmente ambivalentes . Isso não significa que primeiro sentimos ódio e depois amor, ou vice-versa.

A ambivalência emocional é caracterizada pelo fato de que as duas emoções, amor e ódio, não se substituem, mas coexistem sem que uma supere a outra.

A ambivalência emocional pode ser considerada um distúrbio psicológico? Em muitas ocasiões, a ambivalência é uma característica de quem sofre de algum distúrbio mental . Por exemplo, alguém com depressão, esquizofrenia, psicose ou neurose pode apresentar comportamento ambivalente.

No entanto, a situação mais comum em que surge tal atitude é quando sentimos ciúmes. É isso mesmo, amamos a pessoa ao nosso lado, mas ao mesmo tempo os odiamos por se relacionar com outras pessoas ou porque os outros os acham atraentes.

O ciúme é uma das causas naturais que permitem que o amor e o ódio se fundam em um único sentimento.

A ambivalência emocional é normal, mas pode desencadear problemas de vários tipos quando nos relacionamos com os outros, tanto que nem mesmo somos capazes de definir o que sentimos .

cuando un hombre esta interesado en ti como se comporta

Sem mencionar o relacionamentos de casal . A ambivalência pode nos confundir muito e fazer com que o relacionamento não saia como gostaríamos.

No lugar de pessoas ambivalentes

Se você nunca se encontrou em tal situação, provavelmente não tem ideia de como uma pessoa ambivalente que tem amor e ódio pode se sentir como se fossem uma única emoção.

  • A pessoa ambivalente sente atração e repulsa por uma pessoa .
  • A pessoa ambivalente ama alguém, mas odeia certas atitudes suas.
  • A pessoa ambivalente pode querer falar e não fale ao mesmo tempo .
  • A pessoa ambivalente pode querer agir e permanecer passiva ao mesmo tempo.

Todos esses sentimentos contraditórios da pessoa ambivalente desencadeiam sentimentos que, para muitos, são odiosos. Ela fica paralisada sem saber que caminho deve escolher.

Ambivalência emocional

Consequências da ambivalência emocional

Quando a pessoa ambivalente se encontra entre dois pólos opostos que se fundem em um, as emoções a confundem e paralisam.

A ambigüidade é uma das características das pessoas ambivalentes . Eles vêem sua autoestima doer devido à sua incapacidade de decidir entre dois sentimentos completamente opostos.

A mesma pessoa ambivalente não reconhece suas emoções. Ele não sabe como agir e como parar de tentar dois sentimentos que nunca deve se fundir em um único sentimento .

Esta situação de incerteza reduz muito a auto-estima, por isso é muito difícil manter um equilíbrio saudável do ponto de vista emocional.

A pessoa ambivalente começa a duvidar de si mesma, não sabe bem o que sente ou o que deixa de sentir. Isso pode levar, às vezes, à ansiedade e à solidão, que por sua vez levam a um profundo depressão .

Como era triste amar e odiar ao mesmo tempo! Lev Tolstoy

A ambivalência emocional não é um estado que dura muito tempo . Às vezes nos sentimos confusos por causa dessa fusão de emoções, mas é uma coisa passageira e não vai acontecer para sempre. A menos que, como antecipamos, haja algum distúrbio psicológico.

E você, é ambivalente do ponto de vista emocional?