Testes psicológicos: características e funcionamento

Os testes psicológicos são as ferramentas usadas pelos psicólogos para medir certas variáveis. Eles são uma espécie de balança que 'pesa' as emoções.

Testes psicológicos: características e funcionamento

Usado por psicólogos para determinar o nível de ansiedade, emoções e personalidade, os testes psicológicos são eficazes se atenderem aos padrões de qualidade.

Existe um ramo específico de estudo, denominado psicometria, que trata da criação de ferramentas para medir aspectos psicológicos.Testes psicológicosna verdade, eles são uma ferramenta muito útil à disposição dos estudantes da mente.



sal de tu cuerpo mientras duermes

A fórmula aplicada a todos os instrumentos de medição também se aplica aos testes psicológicos: X = V + E. Nesse caso, o X representa a medida obtida com o teste. O V representa a pontuação real, enquanto o E é a margem de erro. Por meio dessa fórmula, é possível criar ferramentas em que X e V sejam o mais semelhantes possíveis para todas as disciplinas.

Dito isso, surgem duas questões: como você pode criar uma ferramenta eficaz? Quais são os indicadores necessários para saber se um teste psicológico é confiável? Para responder a essas perguntas, vamos ver quais são os aspectos a considerar para criar uma ferramenta eficaz Avaliação . Além disso, você descobrirá o significado de validade e confiabilidade, dois conceitos que definem a qualidade dos testes psicológicos.

Validade e confiabilidade dos testes psicológicos

Como os testes psicológicos são criados?

A criação de um teste psicológico envolve um processo trabalhoso e muitas horas de trabalho e pesquisa. Primeiro, três perguntas precisam ser respondidas:

  • O que o teste mede?
  • A quem será submetido?
  • Para que será usado?

A primeira questão permite estabelecer a variável em estudo. Definir exatamente o que você deseja medir pode parecer supérfluo, mas não é. Se uma meta correta não for estabelecida, pode causar confusão. Isso aconteceu, por exemplo, com as primeiras medições do inteligência . Apesar das inúmeras ferramentas propostas, ninguém foi capaz de defini-lo.

As consequências dessas pesquisas ainda são visíveis hoje. Atualmente, há uma infinidade de definições de inteligência e diferentes testes que medem diferentes aspectos.

Um aspecto chave para medir um conceito é conhecer a ferramenta de medição. Os conceitos psicológicos não são diretamente observáveis ​​(por exemplo, o ânsia ), mas é possível medi-los por meio do comportamento que geram. Portanto, é necessário identificar os comportamentos que causam a variável em estudo.

A população alvo

A segunda pergunta é útil para adaptar o teste à população em consideração. Obviamente, não é possível realizar testes psicológicos válidos para todas as idades e condições. Portanto, é essencial conhecer o alvo do teste e adaptar a ferramenta às suas qualidades específicas.

Todos os testes são criados com um ou mais objetivos, por exemplo: diagnosticar um distúrbio, selecionar alguns sujeitos, fazer pesquisas ... A terceira questão ajuda a orientar o instrumento para que seja eficaz. Dois testes que medem o mesmo parâmetro podem fornecer resultados muito diferentes. Se o objeto de medição for a inteligência, por exemplo, o teste será diferente para uma criança com alguns déficits e não para uma criança dotado .

Em conclusão, as respostas a essas perguntas constituem a base de qualquer teste psicológico. Se o objeto de pesquisa é uma ferramenta válida e confiável, é imprescindível um estudo aprofundado.

Quiero estar contigo frases

A qualidade dos testes psicológicos

Dentro psicometria , para a avaliação de um teste dois fatores fundamentais são levados em consideração: validade e confiabilidade. Ao longo dos anos, inúmeras fórmulas estatísticas foram criadas para calcular e comprovar a qualidade dos testes psicológicos. Mas o que significam os termos validade e confiabilidade?

Validade de um teste psicológico

A validade de um teste refere-se à capacidade de medir o objeto de medição. Ou seja: se quisermos medir o nível de ansiedade, o teste será válido se medir única e exclusivamente essa variável. Isso explica a importância de saber exatamente o conceito que será medido para evitar confusão nos resultados.

Para medir a validade de um teste, existem alguns recursos estatísticos. O mais comum é comparar o teste com outro verificado anteriormente. Alternativamente, o teste é avaliado por alguns juízes especialistas para observar qualquer concordância de opinião.

Características dos testes psicológicos

Confiabilidade de testes psicológicos

O grau de confiança representa a escala que indica a precisão de uma medição de teste. Um teste é confiável quando, submetido à mesma pessoa duas vezes, leva ao mesmo resultado. Se o resultado for diferente, significa que há um erro de medição que causa distorção nos resultados. É como usar várias balanças indicando um peso diferente para pesar o mesmo objeto várias vezes.

Existem também algumas estratégias estatísticas que medem a confiabilidade. O mais conhecido é submeter o mesmo teste duas vezes ao mesmo grupo de pessoas. Depois disso, as correlações ocorrem entre a primeira e a segunda vez. Uma alta correlação mostra que o teste cumpre sua função.

Por fim, cabe ressaltar que os testes psicológicos são utilizados em todos os ramos da psicologia, desde psicologia aplicada procurar. Portanto, é essencial que sejam submetidos a monitoramento constante para fornecer resultados válidos e confiáveis.

O curioso teste das poltronas de cinema

O curioso teste das poltronas de cinema

O curioso teste das poltronas de cinema para descrever a personalidade de alguém